Bolsonaro sanciona lei que flexibiliza validade de receita médica na pandemia

Jair Bolsonaro sancionou nesta segunda-feira (27) o Projeto de Lei 848/2020, do deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP), que flexibiliza a validade de receitas médicas durante a pandemia de covid-19.  A sanção será publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (28).

As regras não incluem medicamentos de uso controlado de tarja preta e antibióticos e só valem durante o período da pandemia no país.

Bolsonaro vetou um trecho do projeto que autorizava a retirada do medicamento por terceiros, sem a presença do titular da receita, com a apresentação de uma declaração. A Secretaria-Geral da Presidência da República explicou que “o dispositivo cria uma exigência que poderá vir a ser estendida a todos os casos e, por consequência, burocratizar o atendimento nas farmácias”.

Os senadores aprovaram o PL no início do mês de julho. Segundo o autor do projeto, deputado Kim Kataguiri (DEM-SP), a imposição de validade ao receituário acaba expondo pacientes saudáveis ao risco de contaminação e, ao mesmo tempo, sobrecarregando ainda mais o quadro de atendimentos.

> Vai à sanção projeto que aumenta validade de receitas médicas durante pandemia

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!