Bolsonaro liga para deputados e oferece vantagens para Eduardo virar líder

O presidente Bolsonaro está ligando para deputados do PSL e pedindo apoio para destituir o líder do partido na Câmara. O presidente quer colocar no lugar o filho Eduardo Bolsonaro (PSL/SP). As informações são do próprio Delegado Waldir (PSL/GO), que afirmou que ouviu um áudio nítido do mandatário da República falando das vantagens que determinados parlamentares teriam ao aderirem ao nome de Eduardo.

> Eduardo como líder pacifica PSL, diz aliado de Bolsonaro

"O presidente da República quer  a minha destituição da liderança do PSL. Há um áudio muito claro onde o presidente fala das vantagens de ser líder e fala que quer o deputado Eduardo aqui na liderança. E diz que quer ter o controle de cargos, de fundo partidário, e coloca outros itens", disse Delegado Waldir. Segundo o atual líder da legenda na Câmara, Bolsonaro está oferecendo vantagens para quem aderir a esse plano.

"É claro que é uma situação preocupante, porque o presidente no começo do ano, quando eu assumi a liderança e em outros momentos, ele disse que não iria interferir no parlamento, ou na escolha do líder do PSL", se queixou Waldir.

Segundo o Delegado, o próprio Eduardo Bolsonaro apoiou a sua nomeação para o cargo que agora ele está tentando ocupar. "Eu cheguei na liderança com o apoio do filho do presidente e nesse momento ele age pessoalmente ao chamar vários parlamentares no palácio e ligar pessoalmente para vários deputados", disse.

A reportagem abordou Eduardo Bolsonaro pessoalmente para ouvir sua versão, mas o deputado se negou a responder qualquer pergunta. Eduardo, por sua vez, não negou nenhuma das acusações de Waldir.

A crise na sigla do presidente da República foi destacada pelo Congresso em Foco em setembro, quando deputados revelaram ao site que a situação dentro do partido era de racha e possível debandada.

O clima piorou no dia 8 de outubro, quando Bolsonaro disse para um seguidor esquecer da sigla. Desde então, troca de farpas estão acontecendo dos dois lados. Bolsonaro e seus aliados têm sido mais ferrenhos; do outro, o presidente do partido, Luciano Bivar, e deputados que não fazem parte da ala mais bolsonarista.

> PSL se livrará de xiitas e folclóricos, diz aliado de Bivar

Catarse

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!