Bolsonaro é alvo de panelaço durante pronunciamento após demissão de Moro

O presidente Jair Bolsonaro foi alvo de novos panelaços em todo país enquanto fazia pronunciamento para falar sobre a demissão do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.

O chefe do Executivo foi para cima do ex-ministro. Segundo Bolsonaro, mais de uma vez o ministro Sergio Moro teria dito que a troca de Maurício Valeixo do comando da PF poderia ocorrer em novembro, depois de possível indicação de Moro ao Supremo Tribunal Federal (STF). Em novembro, o decano da Corte, ministro Celso de Mello, irá se aposentar e o presidente terá a prerrogativa de indicar um substituto para a vaga.

Bolsonaro confessou que pediu, mais de uma vez, relatórios das investigações feitas pela Polícia Federal. "Sobre o Adélio [Bispo de Oliveira], o porteiro e meu filho 04", disse o presidente. O ex-ministro havia dito que isso aconteceu por mais de uma vez e que Bolsonaro trocaria Valeixo para ter controle das investigações da PF.

Ao buscar acesso a relatórios de investigação da PF, juristas apontam que o presidente pode ter incorrido em crime de advocacia administrativa, ao patrocinar, direta ou indiretamente, interesse privado perante a administração pública.

Veja como foi o panelaço em todo o país:

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!