Bolsonaro diz que vai ouvir ministros sobre vetos a abuso de autoridade

O projeto de lei de abuso de autoridade aprovado pela Câmara na última quarta-feira deve chegar às mãos do presidente da República, Jair Bolsonaro, na próxima semana, para ser sancionado. Nesta quinta-feira (15), o presidente comentou que vai ouvir os ministros de governo sobre as possibilidade de vetar trechos da proposta.

>Lava Jato critica e juízes querem veto ao projeto de abuso de autoridade

“[O projeto] vai chegar na minha mesa semana que vem. Os ministros vão, cada um, dar sua opinião, sua sugestão de sanção e alguns vetos. E vamos tomar a decisão de forma bastante tranquila e serena”, declarou Bolsonaro após após evento no Clube Naval de Brasília.

Outros grupos, no entanto, já se organizam para influenciar a decisão que pode ser vetado pelo presidente. Membros da Associação Brasileira de Magistrados estiveram reunidos na tarde desta quinta, no Palácio do Planalto com Humberto Fernandes de Moura, da Subchefia para Assuntos Jurídicos da Casa Civil para defender o veto.

Representantes da chamada bancada da bala estão na fila para serem ouvidos. Eles á solicitaram reunião com o Bolsonaro para tratar do projeto. A ideia é pedir que o presidente vete dez pontos do projeto de lei que, segundo os parlamentares, prejudicam os policiais.

*Com informações da Agência Brasil.

> Projeto de lei que define crimes de abuso de autoridade vai à sanção presidencial

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!