Bolsonaro diz que não vai se desculpar com a China: “Eu fiz alguma acusação?”

Após os presidentes da Câmara e do Senado pedirem desculpas à China pelo fato de o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) ter culpado o país pela propagação do coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro, pai de Eduardo, afirmou eu não vai se desculpar. 

“Eu cometi algum crime? fiz alguma acusação? Me responda se eu fiz uma acusação. Por que você não pede desculpa, então?”, disse ele a um repórter em frente ao Palácio da Alvorada na manhã desta sexta-feira (20). 

> Bolsonaro está isolado e pode sofrer impeachment, diz o aliado Major Olimpio

O presidente minimizou o episódio entre seu filho e o embaixador chinês no Brasil, que respondeu aos ataques de Eduardo. 

“Esse assunto é página virada. O governo brasileiro está muito bem com a China. Se houver necessidade, eu ligarei sim para o presidente Xi [Jinping, da Cinha]. Faz parte do meu ofício tomar uma atitude como essa”, disse.

O presidente ainda disse ter conversado com o ministra da Agricultura, Tereza Cristina, que relatou não haver problemas com o principal comprador da produção agrícola brasileira. 

Na quinta-feira (19), a Frente Parlamentar da Agropecuária divulgou uma nota criticando a postura de Eduardo Bolsonaro.  

> Bolsonaro ataca medidas dos governos estaduais contra covid-19

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!