Bolsonaro diz que favorito para o MEC é de SP; Vitor Hugo também é cotado

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta terça-feira (7) que neste momento o favorito para assumir o Ministério da Educação é do estado de São Paulo. De acordo com o presidente, o deputado Major Vítor Hugo (PSL-GO), líder go governo na Câmara, está “na reserva” para assumir a função caso o nome do favorito não seja confirmado.

“Eu gostaria de decidir hoje. Não posso falar porque o mundo cai na cabeça desse favorito, todo mundo vai em cima dele e procurar o que ele fez até com cinco anos de idade”, disse em entrevista à CNN, Record e TV Brasil.

E completou: “espero hoje ter mais um contato. É um candidato de São Paulo, talvez seja ele, temos como reserva até o Major Vitor Hugo. Ele é líder do governo na Câmara, 01 da academia. Confiança em primeiro lugar, não pode fugir disso daí. É uma pessoa que tem uma capacidade muito grande de organização”, declarou.

>Renato Feder diz ter recusado convite de Bolsonaro para o MEC 

Entre os cotados para o MEC que nasceram em São Paulo estão o ex-assessor da pasta Sergio Santa’nna e o reitor do ITA, Anderson Correia.

No domingo (5), em meio a ataques das alas olavista e evangélica do governo de Jair Bolsonaro, o secretário de Educação do Paraná, Renato Feder, disse ter declinado o convite do presidente Jair Bolsonaro para assumir o Ministério da Educação.

A manifestação veio após seu nome, que chegou a ser dado como certo na manhã de sexta-feira (3), começar a sofre fortes resistências dentro do governo. Com essas pressões, alguns interlocutores chegaram a dizer que o nome de Feder teria sido descartado por Bolsonaro. Entretanto, não houve manifestação formal do governo ou de aliados sobre o tema.

> Cadastre-se e acesse de graça, por 30 dias, o melhor conteúdo político premium do país

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!