Bolsonaro celebra aniversário com aglomeração e ataque a governadores

No momento mais grave da pandemia de covid-19 no país, Jair Bolsonaro comemorou  seu aniversário 66 anos neste domingo (21) com centenas de apoiadores aglomerados em frente ao Palácio do Alvorada.

Na ocasião, o grupo cantou parabéns para o presidente, que aproveitou para fazer um discurso atacando governadores que tomam medidas restritivas para tentar conter o avanço da crise sanitária. Um bolo em comemoração foi cortado durante o evento.

"Alguns tiranetes ou tiranos tolhem a liberdade de muitos de vocês. O nosso Exército é o verde oliva, mas são vocês também. (...) Estão esticando a corda, faço qualquer coisa pelo meu povo, esse qualquer coisa é o que está na nossa Constituição, pela democracia e o nosso direito de ir e vir. (...) Vocês me dera um voto de confiança lá atrás e só Deus me tira daqui", disse o presidente.

O país tem registrado média  de mais de duas mil mortes diárias pela covid-19. Muitos estados registram colapso na saúde com falta de UTI, oxigênio e medicamentos para intubação. Governadores tem tomado medidas mais duras para tentar conter o avanço da doença como: o fechamento do comércio com decretos de lockdown e toques de recolher.

Neste fim de semana, mais de 300 banqueiros e economistas assinaram uma dura carta aberta pedindo medidas mais enérgicas do governo federal no combate à pandemia do coronavírus e cobrando respeito ao país, à ciência e a uma gestão mais eficiente do Executivo. O grupo sugere adoção de lockdown e uma ação nacional coordenada para controlar o quadro pandêmico no país.

Deputados bolsonaristas do PSL como Carlos Jordy e a presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, Bia Kicis se manifestaram pelo Twitter apoiando a fala do presidente.

>Igreja faz culto em ônibus para driblar proibição em São Paulo. Veja vídeo

>Banqueiros e economistas pedem medidas efetivas do governo para conter pandemia

Continuar lendo