Bolsonaro cancela ida ao RN por combate ao coronavírus e aumento ao BPC

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) adiou uma viagem que faria na tarde desta quinta-feira (12) ao Rio Grande do Norte para entregar obras de infraestrutura. Em nota, o Ministério de Desenvolvimento Regional, comandado por Rogério Marinho, citou a pandemia do coronavírus como um dos motivos.

Está sendo articulada uma reunião de Bolsonaro com os presidentes do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e com o da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-AP), para tratar da disputa entre Legislativo e Executivo sobre o orçamento e medidas para combater o coronavírus. No entanto, até o fechamento deste texto não houve data confirmada.

Apesar de Bolsonaro ter cancelado a viagem a Rio Grande do Norte, Alcolumbre está com uma comitiva de congressistas do Norte em viagem a Manaus e só volta a Brasília na noite desta quinta. A expectativa de congressistas ligados ao governo é que o encontro aconteça na sexta-feira (13).

Em vídeo distribuído nas redes sociais, o ministro Rogério Marinho também cita a decisão do Congresso de aumentar o número de pessoas que recebem o Benefício de Prestação Continuada - medida que impacta R$ 217 bilhões em 10 anos de acordo com o governo.

“Em função da necessidade do presidente se debruçar em relação a problemas que aconteceram na votação do orçamento e de vetos que foram apreciados ontem pelo Parlamento o presidente vai precisar adiar esse encontro”.

O avanço do novo coronavírus no Brasil já faz efeito na pauta do Congresso. A liberação de R$ 5 bilhões em recursos para a saúde, solicitada ontem pelo ministro Luiz Henrique Mandetta, deve ser priorizada pelos parlamentares nos próximos dias. Nas duas últimas semanas, as atenções ficaram voltadas para a queda de braço entre Executivo e Legislativo por recursos do orçamento.

A rotina das pessoas na capital federal e nas dependências do Congresso muda a partir desta quinta-feira, com restrições de circulação e aglomeração.

Até agora, há dois casos confirmados no Distrito Federal. Em todo o Brasil, 73 pessoas estão oficialmente contaminadas, de acordo com números divulgados nesta manhã.

Oposição consegue assinaturas para prorrogar a CPI mista das Fake News

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!