Após deixar cadeia, blogueiro bolsonarista se filia ao partido de Roberto Jefferson

O blogueiro bolsonarista Oswaldo Eustáquio se filiou na tarde desta quarta-feira (8) ao PTB, partido do delator do mensalão, Roberto Jefferson. Liberado da cadeia no último domingo (5), o jornalista foi preso pelo envolvimento com a promoção de atos pró-ditadura (Inq 4828). Pelo Twitter, Jefferson celebrou a filiação do bolsonarista.

O jornalista estava preso desde o dia 26 de junho e o ministro Alexandre de Moraes, do STF, condicionou a liberdade de Eustáquio a diversas medidas restritivas. A decisão foi tomada após parecer da Procuradoria Geral da República que defendeu não haver riscos à investigação com a soltura de Eustáquio.

As restrições impostas são similares às que foram aplicadas à Sara Winter, outra bolsonarista presa recentemente pelo STF. O blogueiro está proibido de manter contato com todos os investigados do inquérito, entre eles estão militantes, parlamentares, outros blogueiros e empresários. Moraes também proibiu Eustáquio de usar as redes sociais, apontadas como meio das práticas de crimes, e de se aproximar da Praça dos Três Poderes , em Brasília, e das residências de ministros do STF. Além disso, ele está proibido de mobilizar manifestações de cunho ofensivo aos poderes da República e impedido de deixar o Distrito Federal sem prévia autorização judicial.

Antes de integrar o grupo de blogueiros e jornalistas que fazem a linha de frente do discurso bolsonarista mais radical, Oswaldo Eustáquio era diretor sindical no Paraná, visto pelos colegas de gestão como um sujeito alinhado mais à esquerda que à direita.

> Camiseta do Che e sindicato: a atuação pré-bolsonaro de Oswaldo Eustáquio

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!