Alvim nega associação com o nazismo: “Coincidência retórica”

O secretário da Cultura, Roberto Alvim, saiu em defesa do vídeo que publicou nas redes sociais e vem sendo criticado por conta da semelhança com o discurso do ministro de propaganda da Alemanha Nazista, Joseph Goebbels. Para ele, a associação é apenas uma coincidência retórica.

>Secretário da Cultura de Bolsonaro cita ministro nazista e é repudiado

A explicação foi publicada na conta pessoal de Alvim no Facebook nesta sexta-feira (17), em um post intitulado de "um breve esclarecimento sobre o meu discurso".

No post, o secretário da Cultura afirma que houve uma "coincidência retórica" em apenas "uma" frase do seu pronunciamento sobre o "nacionalismo em arte".

Alvim ainda afirma que "jamais" citaria o ministro nazista. "Eu não citei ninguém e o texto fala de uma arte heróica e profundamente vinculada às aspirações do povo brasileiro. Não há nada de errado com a frase", afirma.

Segundo ele, a associação da sua fala com o discurso nazista é uma associação remota e "uma falácia" da esquerda.

Veja o post de Alvim:

O vídeo de divulgação do Prêmio Nacional das Artes foi publicado pela Secretaria Especial da Cultura, na quinta-feira (16) a noite. O discurso traz diversos elementos que lembram o discurso do ministro da Propaganda de Adolf Hitler, Joseph Goebbels.

Veja o vídeo:

>Citação nazista leva Maia a pedir cabeça de Alvim

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!