Abaixo-assinado contra presidente da Palmares tem mais de 10 mil adesões

Menos de 24h após ter tido anunciado o seu nome como novo presidente da Fundação Palmares, Sérgio Nascimento de Camargo encontra muita resistência do movimento negro. Um abaixo-assinado foi criado e às 8h de quinta-feira (28) já acumulava mais de 10 mil assinaturas. Sérgio é conhecido na internet por se posicionar contrário às pautas defendidas pelo movimento negro. Dentre as polêmicas ditas por ele está uma publicação em que afirma que "negro de esquerda é burro, é escravo".

> "Negro de esquerda é escravo", diz novo presidente da Fundação Palmares

Dentre as críticas que o novo mandatário da Fundação vem recebendo, alguns são de conhecidos parlamentares. A deputada Talíria Pedrone (Psol-RJ) disse que ele é o resultado da "ideologia do embranquecimento".

O deputado Paulo Teixeita (PT-SP) afirmou que Sérgio presta um desserviço à causa da luta contra a discriminação racial.

O perfil do Twitter @campoprogressista comparou as crenças de Sérgio ao pensamento de que a Terra é plana.

O novo presidente da Fundação criada para resguardar a cultura negra no país, já criticou rap, funk, capoeira e seus adeptos. Para Sergio, quem escravizou os negros, foram os próprios negros e por isso, não deve haver reparação histórica. "Negros sempre ESCRAVIZARAM negros. Escravizam até hoje na África. Quer reparação histórica? Vá cobrar no Congo! Boa sorte!", disse.

> "Negro foi escravizado porque índio é preguiçoso", diz procurados. Deputados repudiam

Veja a íntegra do abaixo-assinado:

Recentemente o senhor Sérgio Nascimento de Carvalho assumiu a presidência da Fundação Palmares.

A Fundação Palmares é uma entidade que busca promover a preservação dos valores culturais, sociais e econômicos decorrentes da influência negra na formação da sociedade brasileira.
No entanto, Sérgio Nascimento de Carvalho já chegou a negar a existência de racismo no Brasil. De acordo com reportagem do jornal O Globo, o novo presidente da Palmares também já afirmou que a escravidão foi "benéfica para os descendentes" e que o movimento negro precisa ser "extinto".
Ainda conforme o Globo, o Dia da Consciência Negra é um dos alvos preferenciais do novo presidente da Palmares. Camargo defendeu a extinção do feriado por decreto, porque ele causaria "incalculáveis perdas à economia do país" ao homenagear quem ele chamou de um "um falso herói dos negros", Zumbi dos Palmares — que dá nome à fundação que ele agora preside. Também já afirmou que o feriado foi feito sob medida para o "preto babaca" que é um "idiota útil a serviço da pauta ideológica progressista".

Com tais alegações vemos que este senhor é inapto a ocupar o cargo de presidente da Fundação Palmares. Por isso viemos, por meio deste abaixo-assinado, exigir sua substituição imediata por alguém com aptidão a ocupar um cargo de promoção de políticas à população negra.

> Justiça mantém prisão de ambientalistas no Pará

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!