A apoiadores, Bolsonaro recomenda candidatos e confunde nome dos filhos

Ao comentar os candidatos a vereador que apoia nas eleições municipais, o presidente Jair Bolsonaro cometeu um ato falho e trocou o nome do filho Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) pelo de Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). Carlos, que é vereador, pleiteia um sexto mandato consecutivo na Câmara Municipal do Rio em 2020, enquanto Eduardo está no meio do segundo mandato na Câmara dos Deputados.

Carlos, segundo filho do presidente, é tido como o “pitbull” da família e coordenador da estratégia digital do presidente, incluindo o chamado “gabinete do ódio”.

“Eu tenho alguns candidatos a vereador pelo Brasil. Tenho duas meninas em São Paulo: Clau de Luca e a... São Paulo tem duas candidatas, a Sonaira e a Clau de Luca, duas mulheres. Eu conheço as duas, por isso to falando aqui. Rio de Janeiro tem o meu filho, que é o Eduardo”, disse Bolsonaro ao falar com apoiadores no Palácio da Alvorada.

Veja no vídeo:

Bolsonaro comentava que os municípios são a base dos deputados, senadores, governadores e do presidente. “Você quer reeleger um cara vê o que ele fez durante a pandemia, vê se você concorda com as medidas que ele tomou, obrigando a fechar tudo, falando grosso. É prendendo, mulher em praça pública, fechando praia. Vê se o atual prefeito se ele fez o que você achava que tinha que fazer ou não, e daí você decide seu voto”, defendeu. “Esse vírus vai durar por muito tempo, então o cara assume em janeiro, tem que saber agora qual a posição dele”, completou.

Como já havia adiantado, Bolsonaro reforçou que tem candidato a prefeito em Manaus, o coronel da reserva do Exército Alfredo Menezes (Patriota). “Manaus eu tenho um candidato a prefeito lá. É o coronel Menezes. Agora eu não posso mergulhar na campanha de ninguém porque eu tenho um trabalho enorme pela frente aqui”, disse ele.

Bolsonaro também se queixou de que muitos candidatos usam sua foto nas propagandas eleitorais, mas ele não tem como fiscalizar todos. “Tem gente que agora pregou a fotografia dele na minha. Mas eu não tenho como fiscalizar isso, não tem como. Vocês têm que ver.”

Bolsonaro chama Doria de “nanico projeto de ditador” e “irresponsável”

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!