53% dos brasileiros desaprovam a forma como Bolsonaro governa, diz Ibope

A forma como o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) governa é reprovada por 53% da população, de acordo com pesquisa Ibope divulgada nesta sexta-feira (20). Já os que aprovam a maneira como o militar vem conduzindo o país são 41%, enquanto 6% não sabe ou não respondeu. Esse é o pior resultado obtido por Bolsonaro entre os quatro levantamentos realizados pelo instituto neste ano.

> Flávio Bolsonaro nega acusações e diz que é perseguido

A pesquisa, encomendada pela Confederação Nacional das Indústrias (CNI), foi feita entre os dias 5 e 8 de dezembro, antes de as investigações contra o filho mais velho de Bolsonaro, o senador Flávio (sem partido-RJ) voltarem ao noticiário.

Além de analisar como os brasileiros avaliam a gestão, o Ibope mediu também a satisfação da população com o governo. Nesse aspecto, 29% dos entrevistados considera ótimo ou bom, 31% regular, 38% ruim ou péssimo e 3% não soube ou não respondeu à pergunta.

Já no que diz respeito à confiança no presidente, mais da metade da população disse não confiar em Jair Bolsonaro – 56% contra 41%, que disseram acreditar no militar. Na comparação com a pesquisa de setembro, os três indicadores de popularidade mensurados no levantamento oscilaram para baixo, dentro da margem de erro, de dois pontos percentuais.

Segurança e educação melhor avaliadas

Em relação à avaliação das pessoas sobre áreas de atuação do governo, a segurança pública é o setor melhor avaliado, com 50% de aprovação e 47% de reprovação. As outras oito áreas analisadas, no entanto, trazem resultados negativos para o Planalto, já que o número de pessoas que desaprovam a maneira como são geridas é maior do que o de pessoas que aprovam.

Área Aprova Desaprova
Não sabe/ Não respondeu
Segurança Pública 50% 47% 3%
Educação 45% 51% 4%
Combate ao desemprego 41% 56% 3%
Combate à fome e à pobreza 40% 55% 5%
Meio ambiente 40% 54% 6%
Combate à inflação 40% 54% 6%
Saúde 36% 60% 3%
Taxa de juros 31% 62% 7%
Impostos 30% 64% 6%

A CNI/Ibope ouviu 2 mil pessoas em 127 municípios, entre 5 e 8 de dezembro. A Sondagem Especial, por sua vez, entrevistou 1.914 empresários de todo país entre os dias 2 e 10 deste mês. Em ambas, a margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos e, a confiança, de 95%.

> Museu da Bíblia não é de Niemeyer, diz Conselho de Arquitetura do DF

> ‘Não tenho nada a ver com isso’, diz Bolsonaro sobre suspeitas contra Flávio

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!