Parlamentares saem das eleições enfraquecidos

O índice de parlamentares que se elegeram a prefeito nas eleições municipais de 2012 foi de apenas um quarto. Ainda assim, o desempenho foi melhor que em 2008

Lia de Paula/Senado
Apenas um em cada quatro parlamentares que se candidatou às eleições municipais deste ano conquistou uma prefeitura no país. Dos 87 deputados que enfrentaram as campanhas, apenas 26 ocuparão um cargo no Executivo municipal. Cinco senadores também tentaram sair do Legislativo, mas nenhum foi eleito. Mesmo com mais capacidade de fazer campanha e já tendo experiência em pleitos maiores, o índice de eleitos ficou apenas em 28,2%.

Eleições farão PT crescer na Câmara

Leia tudo sobre eleições

O segundo turno foi melhor que o primeiro, mas não o suficiente para garantir um bom resultado para os parlamentares candidatos. Aqueles que disputaram a reta final das eleições municipais obtiveram um índice de aprovação maior. Dos 22 deputados e senadores que seguiram no pleito, dez ganharam o cargo de prefeito, o que corresponde a 45,4% do total que permaneceu na disputa. No primeiro turno, o índice de eleitos foi de apenas 17,3%.

A eleição deste ano contou com 92 parlamentares disputando 75 prefeituras brasileiras. Deles, 54 foram derrotados ainda no primeiro turno e apenas 16 conseguiram se eleger. Dessa forma, 26 deputados deverão deixar a cadeira na Câmara, o que altera a configuração das bancadas partidárias na Casa. Em seus lugares, os suplentes de cada coligação deverão assumir o posto. No entanto, a substituição dos deputados titulares é complexa e depende do quociente eleitoral de cada legenda.

Seis capitais terão comandantes saídos da Câmara. Salvador, na Bahia, elegeu o deputado ACM Neto (DEM) com 53,66% dos votos válidos, e Belém, no Pará, elegeu Zenaldo Coutinho (PSDB) com 56,61% dos votos. Em São Luís, no Maranhão, o deputado eleito com 56,13% dos votos foi Edivaldo Holanda Júnior (PTC), e em Porto Velho, Rondônia, o escolhido foi Dr. Mauro Nazif (PSB) com 63,03%.

No primeiro turno, outras duas capitais já haviam se decidido por parlamentares. A deputada Teresa Surita (PMDB) trocará o gabinete da Câmara dos Deputados pelo da prefeitura de Boa Vista, Roraima. Ela foi eleita com 39,26% dos votos válidos. Como a cidade tem menos de 200 mil eleitores, não houve segundo turno. Já em Maceió, Alagoas, assume o cargo de prefeito o deputado Rui Palmeira (PSDB), que obteve 57,41% dos votos válidos.

Disputa

Em duas cidades, dois deputados disputaram a prefeitura neste segundo turno. Em Salvador, na Bahia, ACM Neto (DEM) disputou o pleito com Nelson Pellegrino (PT), que está atualmente licenciado da Câmara. Em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, Washington Reis (PMDB) e Alexandre Cardoso (PSB) se enfrentaram, e o socialista levou a melhor.

Manaus foi a cidade que mais teve parlamentares na disputa pela prefeitura. O deputado Pauderney Avelino (DEM) concorreu com os colegas Sabino Castelo Branco (PTB) e Henrique Oliveira (PR). O segundo turno foi disputado pela senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB) e pelo ex-senador Arthur Virgílio (PSDB), mas o tucano foi eleito com 65,95%.

Desempenho

No segundo turno, o partido que mais elegeu deputados para assumir prefeituras foi o PSB, com 3 parlamentares. PMDB e PSDB elegeram 2 e DEM, PTC e PR elegeram um deputado cada. No primeiro turno, o PMDB, o PSB e o PSDB foram os partidos que mais elegeram deputados: três cada um. Em segundo lugar aparece o PT, com dois prefeitos. PTB, PP, DEM, PV e PRB conseguiram eleger um parlamentar cada. No total, 17 partidos indicaram algum parlamentar para concorrer nas eleições municipais. O PMDB e PSDB concorreram com 13 deputados cada um, já o PT e o PSB indicaram 12.

Mesmo com baixo índice de eleitos, o desempenho dos parlamentares nas eleições de 2012 foi melhor do que nas úlitmas eleições, em 2008. Na época, apenas 13 deputados foram eleitos no primeiro turno, e 14 disputaram o segundo turno, dos quais apenas cinco foram vencedores. Nenhum senador conseguiu ser bem-sucedido em 2008.

No total, 95 parlamentares concorreram as prefeituras na eleição passada e nenhuma capital foi conquistada. Em 2004, o índice de sucesso dos congressistas foi de 22%, quando 20 dos 91 parlamentares candidatos conseguiram se eleger, mas assim como no pleito anterior, nenhum conquistou qualquer capital. Foram 18 deputados e dois senadores eleitos.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!