Ferraço ainda duvida que projeto seja votado hoje

Discussão sobre a reforma ficou para a última sessão da CCJ do Senado este ano

Relator original do projeto de reforma administrativa, o senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES) ainda tem dúvidas sobre se será possível votar o texto hoje (21) na Comissão de Constituição e Justiça. Na semana passada, em entrevista ao Congresso em Foco, Ferraço dizia-se frustrado com a lentidão na tramitação da reforma, que já se arrasta há mais de dois anos e meio.

Diante das críticas, iniciou-se uma tentativa de acelerar a velocidade da aprovação da reforma na CCJ. Na última quarta-feira (14), já se tentara votar o texto, mas um pedido de vista coletivo adiou a votação, que pode, assim, vir a acontecer hoje (21) na última sessão da Comissão de Constituição e Justiça do ano. O problema é que foram feitas centenas de emendas e destaques ao texto, o que pode inviabilizar a discussão de tudo.

O presidente da CCJ, Eunício Oliveira (PMDB-CE), disse que a aprovação da matéria seria um compromisso pessoal “de tirar esse esqueleto” da gaveta da comissão “o mais rapidamente possível”, e que o texto sairia da comissão com pedido de urgência para votação em plenário. “Não tem mais o que ser debatido. Essa matéria não é nem dessa legislatura. Já estamos há nove meses com esse relatório”, disse o senador cearense.

Leia também:

Reforma do Senado: chefes de gabinete sem concurso
O que diz o texto da reforma administrativa

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!