Concursos: como preparar o corpo para a prova

Sábado: dia de concurso público no Congresso em Foco. Especialistas ensinam o que os concurseiros devem comer e como devem preparar corpo e espírito para a véspera da prova

Além da preparação mental para as provas de concurso, também é necessário cuidar do estado físico do concurseiro, principalmente na véspera e durante a prova. Visando o melhor desempenho do candidato, o Congresso em Foco em parceria com o SOS Concurseiro preparou uma matéria especial nesta semana sobre alimentação e postura durante e antes da prova.

Organismo

Para a nutricionista, especialista na área clínica, Erica Souza, os alimentos ideais para serem consumidos antes e durante a prova são os ricos em carboidratos simples (frutas e outros) ou uma proteína de fácil absorção, como “Whey protein" - nome dado ao suplemento à base de soro do leite. O concurseiro também pode comer barras de proteínas e de cereais enquanto estiver sendo avaliado.

A especialista dá a dica do que se deve ingerir para colaborar na produção de energia e concentração do concorrente. A forma ideal para se alimentar na véspera da prova é com carnes grelhadas, omelete de forno, também acompanhados de um arroz ou massa integral, ou ainda, um pão integral com queijo branco - não se pode esquecer de acrescentar saladas. Erica indica deixar comidas mais pesadas para serem saboreadas na comemoração da aprovação, pois segundo ela, esses tipos de alimentos sempre atrapalham o sistema cognitivo, ou seja, o sistema de raciocínio e desenvoltura.

Durante os estudos, os concurseiros buscam por alimentos que ajudam na fixação da memória. Conforme a nutricionista, o peixe possui em sua composição o ômega-3, ácido graxo que é muito importante para o sistema nervoso central. Segundo ela, o ômega-3 colabora na concentração e na memória. Ela alerta, porém: “Isolado, o peixe não consegue fazer grande diferença, ele deve vir acompanhado de uma dieta equilibrada e rica em vitaminas do complexo b”, diz Erica. Os alimentos ricos em vitaminas do complexo b contêm a substância tiamina. Casos dos pães, cereais, ervilha e feijão.

É normal que os concurseiros procurem estimulantes que os mantenham atentos e despertos. Um dos mais consumidos, e considerado por alguns o energético nacional, é o famoso açaí. A fruta típica do Pará é rica em vitaminas e minerais e, às vezes, também é preparado com xarope de guaraná. Porém, a nutricionista faz um alerta: "O excesso de estimulantes atrapalha a concentração, e o candidato deve avaliar se vale a pena”.

Corpo

A alimentação é relevante para o bom desempenho do candidato. Mas há outros detalhes para o corpo que também devem ser levados em conta. As horas de sono na véspera são fundamentais. É importante que o candidato escolha também roupas e calçados confortáveis para a prova.  A fisioterapeuta especialista em terapia intensiva e pilates, Ludmila Coimbra, dá dicas e alertas sobre o assunto.

Para ela, não há uma regra na duração do tempo de sono ideal. Isso depende de pessoa para pessoa. Mas é importante que o concurseiro esteja descansado. Porque o cansaço, a ansiedade e o sono certamente levarão a déficits de atenção, de concentração e de memória, fatores que irão prejudicar o desempenho do avaliado.

Atenção na hora de se sentar na cadeira. A fisioterapeuta adverte que a má postura poderá acarretar dores nas costas, nos ombros, no pescoço e nas pernas, além de formigamentos nos membros inferiores. E todo esse desconforto tira a atenção da prova. O tipo de cadeira influencia na postura e muitas não são preparadas para um uso de longa duração, causando assim desconfortos indesejáveis. O candidato precisa estar atento para essa possibilidade. Por isso, a médica dá algumas dicas que irão garantir uma boa postura:

Mantenha:

1 - Os pés paralelos e apoiados no chão.

2 - Os antebraços apoiados na mesa.

3 - Os ombros bem relaxados.

4 - A coluna deve estar toda apoiada no encosto da cadeira.

5 - O quadril deve estar bem posicionado, evitando sentar-se sobre o sacro (última parte da coluna vertebral).

Apesar de ser algo pessoal, roupas e calçados apertados ou que necessitam ser ajustados a todo momento (por exemplo, mangas largas demais, calças muito curtas ou camisas muito justas) devem ser evitados no período de avaliação. “Tecidos mais leves e frescos também podem ajudar. E se estiver frio, não se agasalhe demais. Um pouco de frio pode ajudar a mantê-lo mais desperto”, sugere Ludmila.

Além de exercícios respiratórios, que ajudam na oxigenação do cérebro, ficar de pé, fazer movimentos rotacionais nas articulações em geral, dobrar e esticar os joelhos e tornozelos são essenciais para tranquilizar os mais ansiosos e nervosos. Mas é necessária a atenção, a fisioterapeuta aconselha ter cuidado com a intensidade dos movimentos para não provocar dores, lesões articulares ou ainda relaxar demais. “Respirar bem fundo e soltar o ar pela boca algumas vezes já é suficiente”, diz a especialista.

Saiba mais sobre concursos públicos no site SOS Concurseiro

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!