As 10 mais lidas de 2011 no Congresso em Foco

Supersalários, caixinhas, sargentos gays, uma brava professora. Veja o que bombou este ano, na visão dos 2 milhões de leitores deste site

Durante o ano de 2011, mais de dois milhões de pessoas visitaram o Congresso em Foco, nos proporcionando, até agora, quase 3 milhões de visitas e quase cinco milhões de páginas visualizadas. É com a ajuda de vocês que o site não para de crescer e se tornar mais popular e influente, uma referência imediata para todos os que desejam se informar sobre política e, especialmente, sobre o que acontece no Congresso Nacional, com a independência e a eqüidistância que se tornaram nossa marca característica.

Foi um ano de supersalários e de caixinhas. Essas foram as duas principais denúncias exclusivas do Congresso em Foco. Primeiro, mostramos que, numa inacreditável distorção do disposto na Constituição, há servidores em todos os poderes da República que ganham mais que o teto constitucional, o salário dos ministros do Supremo Tribunal Federal, hoje fixado em R$ 27,6 mil. Obtivemos com exclusividade uma auditoria do Tribunal de Contas da União, que mostrava que em 2009 havia 464 servidores do Senado ganhando acima do teto. Cientes de que os salários pagos no serviço público são públicos, e que noticiar uma situação irregular é nossa obrigação, publicamos a lista com o nome desses servidores.

Como represália, orientados pelo Sindicato dos Servidores do Legislativo (Sindilegis), servidores entraram com ações individuais em massa contra o Congresso em Foco.

Veja quem são os servidores que processam o site

Ações idênticas, que não pareciam ter o propósito de defender um direito, mas apenas criar dificuldades para o site, que teria de se defender de cada uma das ações. Uma situação que gerou fortes reações. O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Ophir Cavalcante, classificou a estratégia utilizada pelo Sindilegis e pelos servidores como “litigância de má fé”.

Caixinha

Em outra denúncia exclusiva, o Congresso em Foco mostrou com documentos algo que sempre se comentou sem maiores provas: a prática de partidos de obrigar seus funcionários a devolver parte do seu salário para a composição de uma caixinha. No caso, os documentos referiam-se ao PSC. As reportagens mostravam que um servidor, Humberto Azevedo, recusou-se a pagar e foi demitido. Deputados estaduais acabaram expulsos pelo mesmo motivo.

Mas outros temas também merecerem a atenção dos leitores. Veja abaixo quais foram as 10 matérias mais lidas em 2011 no Congresso em Foco:

Dilma vive situação melhor que Lula e pior que FHC – Esta é a matéria mais lida da história do Congresso em Foco. Trata-se de uma entrevista com o professor da Fundação Getúlio Vargas, Márcio Grijó Vilarouca, em que ele avalia a base de sustentação de Dilma no Congresso em comparação com o que tinha Lula e Fernando Henrique. E conclui que ela tem mais tranqüilidade que Lula, por ter uma base maior, mas menos que Fernando Henrique, porque sua base é mais heterogênea.

“Não sou uma heroína”, diz Amanda GurgelNo primeiro semestre, uma professora do Rio Grande do Norte virou fenômeno no Youtube. Em uma audiência pública na Assembleia Legislativa do Estado, ela fez um contundente discurso falando sobre a realidade dos professores do país. Virou celebridade instantânea. O Congresso em Foco fez, então, esta entrevista exclusiva com ela.

Servidor não paga caixinha e é demitido – Da série de reportagens sobre a caixinha, esta é a que detalha como Humberto Azevedo foi demitido pelo deputado Zequinha Marinho (PSC-PA) por se recusar a pagar 5% do seu salário para o partido. Em um e-mail, Zequinha Marinho deixa claro que a razão foi mesmo esta.

Casal de sargentos gays responde a BolsonaroEm vários momentos do ano, o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) distribuiu comentários homofóbicos e preconceituosos. O Congresso em Foco abriu, então, espaço para que o casal de sargentos gays, Fernando Alcântara e Laci Marinho, respondessem a ele.

Família Andrada está no Congresso há 190 anos Em abril, o Congresso em Foco fez uma série sobre a bancada dos parentes no Congresso, que mostrava que a política está virando uma atividade familiar. O caso mais emblemático é a família Andrada, do patriarca da Independência, José Bonifácio, ininterruptamente no Congresso há 190 anos.

Veja quanto cada parlamentar tem de patrimônioCom base nas declarações feitas ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o Congresso em Foco mostrou em fevereiro quanto cada parlamentar declarou ter de patrimônio. E verificava que o novo Congresso ficou mais risco.

Crianças em mais de 50% de prostíbulos nas estradasEm pesquisa publicada com exclusividade pelo Congresso em Foco, caminhoneiros falavam sobre o drama da prostituição infantil nas rodovias brasileiras.

CCJ aprova plebiscito para criação de Tapajós O plebiscito, realizado no dia 11 de dezembro que manteve a unidade atual do estado do Pará, foi um dos principais assuntos políticos do ano.

Poder Judiciário também tem supersalários Da série de reportagens sobre os supersalários, esta matéria mostra como a distorção acontece no Poder Judiciário.

Exclusivo: José Sarney parte para o ataqueNo final de outubro, o presidente do Senado, José Sarney, concedeu entrevista exclusiva que foi um dos destaques do primeiro número da Revista Congresso em Foco (clique aqui para adquiri-la).

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!