Vídeo: Reguffe culpa governantes por escassez de água no DF e alfineta Rollemberg

Em pronunciamento no Senado, parlamentar do DF criticou o governo local por não promover políticas de prevenção contra a escassez de água. Senador diz que gestão não divulga lei que dá desconto para quem economiza água

O Governo do Distrito Federal "é surdo" e "não ouve o que eu falo", atacou o senador Reguffe (sem partido-DF) na tribuna do Senado nesta segunda-feira (19). A reclamação foi direcionada ao governador Rodrigo Rollemberg (PSB), de quem foi aliado na eleição de 2014. O parlamentar criticou o fato de o governo não propor uma política educacional e preventiva para evitar a escassez de água em Brasília, apesar de ter sido alertado previamente.

Reguffe pediu que o governo informe a população que, no DF, quem economiza água tem desconto na conta. O senador fez referência a uma Lei proposta por ele próprio quando ainda era deputado distrital, em 2009. A Lei concede um bônus-desconto na conta de água no valor de 20% sobre a economia realizada, tomando-se como base o mesmo mês do ano anterior.

"Há uma lei de minha autoria, faz sete anos, e ninguém da população sabe", lamentou o senador. "Governo nenhum faz campanhas educativas, conscientizando a população da importância dessa lei, que reduziria o consumo de água no Distrito Federal, inclusive daria aos consumidores um refresco na conta de água", acrescentou Reguffe.

Inicialmente aliados, Reguffe e Rollemberg romperam aliança política no ano passado por iniciativa do próprio senador. À época, o parlamentar afirmou que "o governo não cumpriu o que prometeu ao povo de Brasília" e passou a criticar o ex-aliado.

Veja o vídeo:

 

O Distrito Federal vive uma grave crise hídrica, com redução drástica de seus mananciais de água, e falta d'água em algumas regiões. O risco de racionamento na cidade é iminente caso o consumo não diminua ou as chuvas cheguem com intensidade para reabastecer os reservatórios em um curto período de tempo.

Leia mais:
Crise de água se aproxima do centro de Brasília

 

Mais sobre Distrito Federal

Mais sobre meio ambiente

Crise hídrica: Falta d’água chega ao centro de Brasília

Com os reservatórios no nível mais baixo da história, Distrito Federal sofre com altas temperaturas, estiagem e aumento do consumo. Só hoje, mais cinco cidades terão o abastecimento suspenso

 

 

Gabriel Jabur/Agência Brasília

Gabriel Jabur/Agência Brasília

Barragem do Rio Descoberto atingiu o nível mais baixo de sua história

 

 

Por dez horas, das 8h às 18h da próxima quinta-feira (22) os moradores da Asa Norte, terão o abastecimento de água suspenso pela Companhia de Abastecimento de Brasília (Caesb). O motivo é uma manutenção que será feita no sistema. Ainda hoje (terça, 20), outras três regiões ficam sem água pelo segundo dia seguido: São Sebastião, Planaltina e Sobradinho II. Veja abaixo as quadras que terão o abastecimento cortado.

Segundo a Caesb, os cortes temporários estão acontecendo diariamente devido ao longo período de seca, aos baixos níveis de captações e ao aumento do consumo de água. A escassez de chuvas em Brasília levou a Barragem do Rio Descoberto a atingir o nível mais baixo de sua história. O reservatório responsável por abastecer 65% do Distrito Federal está com apenas 40% da capacidade.

O Distrito Federal já decretou estado de situação crítica devido à crise hídrica. Sendo assim, já é autorizado pelo governo o aumento das tarifas nos medidores, nos moldes do que está acontecendo no estado do Ceará. Segundo o diretor presidente da Agência Reguladora de Águas do DF (Adasa), porém, a chamada “tarifa de contingência”, só será adotada se fatores como o comportamento da população e a chuva não colaborarem. O aumento na conta pode chegar a 20% se a situação não melhorar.

 

Toninho Tavares/Agência Brasília

Toninho Tavares/Agência Brasília

Barragem do Torto passa por manutenção

Depois de 114 dias sem chover forte, foram registradas pancadas de chuva no último final de semana. A previsão, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) é de que até amanhã (quarta, 21) ou quinta (22) as chuvas devem voltar. Tempestades com rajadas de ventos, trovoadas e granizo não estão descartadas.

 

De todo modo, a Caesb e a Adasa alertam para a necessidade da população usar a água de maneira racional. Trocar água de piscina, lavar calçada ou aguar jardins durante o dia são atividades que devem ser evitadas. “A dica é economizar. Mudar a cultura e termos consciência de que a água é finita”, alerta Paulo Salles, diretor da Adasa.

Fique atento às regiões afetadas pela suspensão do abastecimento:

Terça-feira (20)

São Sebastião:

Endereço – Vila Nova e Bairro Residencial do Bosque – Fechamento: terça (20/09) às 09h – Abertura: quarta (21/09) às 08h.

Endereço – Bairro Bom Sucesso (Cj 10, 11 e 12), Setor Residencial Oeste (201, 203 a 206; 301, 303 e 304), Bairro Centro (ruas 57, 58 e 59) – Fechamento: terça (20/09) às 10h – Abertura: quarta (21/09) às 10h.

Planaltina:

Endereço – Setor Residencial Leste, Vila Buritis, Buritis II, Buritis IV – Fechamento: terça (20/09) às 09h – Abertura: quarta (21/09) às 08h.

Endereço – Setor Tradicional (Norte, Centro e Sul) – Fechamento: terça (20/09) às 17h – Abertura: quarta (21/09) às 16h.

Sobradinho II:

Endereço – Condomínios do Setor Habitacional Contagem (Morada dos Nobres, Cond. Vivendas Serranas, Recanto dos Nobres, Vivenda da Serra e Vivenda Campestre, Jardim Ipanema, Jardim América, Cond. Serra Dourada – Fechamento: terça (20/09) às 15h – Abertura: quarta (21/09) às 14h.

Endereço – AR 20 a 25, Cond. Buritis, AR 13, 15, 17 e 19, Condomínios do Setor Habitacional Contagem (Cond. Vila Verde, Cond. Residencial Sobradinho III, Cond. Versalles) – Fechamento: terça (20/09) às 15h – Abertura: quarta (21/09) às 14h.

Quinta-feira (22)

Asa Norte, das 8h às 18h: SQN/SCLN 408 a 416; SQN/SCLN 208 a 216; SGAN 611; ETE Norte.

Mais sobre Distrito Federal

Mais sobre meio ambiente

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!