Vídeo: “Impeachment foi feito para o governo ajustar as contas públicas”, diz José Aníbal

Senador tucano sugere que o Congresso suspenda todas as propostas de reajuste para servidores como pré-condição para que o governo possa implementar medidas de recuperação da economia

O senador José Aníbal (PSDB-SP) entende que as votações da Câmara e do Senado majoritariamente a favor do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff deram um recado ao governo e ao Congresso: é preciso ajustar as contas públicas e adiar todas as propostas de aumentar despesas com salários de servidores públicos.

“As votações de deputados e senadores revelaram a necessidade de recompor o governo e realizar o ajuste nas contas públicas”, diz Aníbal.

O parlamentar sugere que o cidadão que tem ido às ruas, desde 2013, pedir mudança permaneça mobilizado para cobrar do governo e do Congresso as reformas de que o país precisa para superar a crise.

“O Brasil não vai aceitar a inércia nem a troca de seis por meia dúzia”, disse o senador em entrevista ao editor do Congresso em Foco, Leonel Rocha.

Vídeo:

 

Mais sonre impeachment

Mais sobre crise brasileira

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!