Vice-presidente diz que não vê ilegalidade em doação feita por Graça Foster

Para Michel Temer, não há irregularidade na doação de imóveis feita por Graça Foster, que pode ter os bens bloqueados em processo que tramita no TCU

O vice-presidente da República Michel Temer afirmou hoje (21) que não vê nenhuma irregularidade no fato de a presidente da Petrobras, Graça Foster, ter doado imóveis a parentes no início do ano. Ela pode ter os bens bloqueados em processo que tramita no Tribunal de Contas da União (TCU) sobre a compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos.

“Sob o foco jurídico, é a coisa mais natural que acontece. A ideia é essa: houve uma doação com usufruto. Todo mundo faz doação com usufruto enquanto viver. [Só] depois, é que essa doação se concretiza”, disse Temer.

“Pelo que li nos jornais, a doação foi feita bem antes, pelos idos de março. Portanto antes da primeira decisão do TCU. Não houve ilegalidade nenhuma. É a coisa mais comum fazer doações. Agora, sobre qual é a razão para ela doar, essa é uma questão subjetiva”, acrescentou o vice-presidente, em referência à decisão de bloqueio de bens de diretores da estatal para ressarcimento do prejuízo de US$ 792 milhões. (Com Agência Brasil)

 

Mais sobre Petrobras

Mais sobre a Operação Lava Jato

Assine a Revista Congresso em Foco em versão digital ou impressa

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!