Vice de Serra perde carteira em blitz

Rudolfo Lago


O ex-deputado Índio da Costa perdeu a carteira de motorista numa blitz realizada ontem à noite (22) no bairro do Leblon, no Rio de Janeiro. Índio foi o candidato a vice-presidente na chapa derrotada de José Serra (PSDB) nas eleições do ano passado. No início do ano, trocou o DEM, o partido pelo qual foi candidato a vice, pelo PSD, o partido que está sendo criado pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab.


Índio da Costa foi parado às 23h de ontem na blitz, e se recusou a fazer o teste do bafômetro. Em seu perfil no Twitter, ele disse que tomara um copo de vinho no almoço. "Não sei a duração do efeito para o bafômetro. Preferi não soprar", argumentou. Por conta disso, sua carteira de motorista foi apreendida e Índio da Costa foi liberado depois que um amigo apareceu para dirigir seu carro.


Apesar da situação, Índio elogiou no Twitter a operação Lei Seca feita pela polícia que culminou na apreensão da sua habilitação. "Minha carteira ficará no Detran por 5 dias. A Lei Seca tem salvado muitas vidas. Parabenizo a competência e seriedade com que o governo do Estado do RJ tem feito as operações da Lei Seca", escreveu Costa no Twitter.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!