“Vão acabar prendendo Cunha”, afirma Renan

O grupo que acompanhava o presidente do Senado entrou na casa, mas Renan voltou para a escada do lado de fora, no jardim, falando alto no celular

O presidente do Senado e do Congresso Nacional, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse que o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) corre o risco de acabar sendo preso, por causa das manobras que vem adotando seguidamente para protelar a ação no Conselho de Ética da Câmara. O deputado é acusado de quebra de decoro parlamentar. Uma eventual condenação custará seu mandato. Tanto Cunha quanto Renan são investigados pela Operação Lava Jato. A informação foi veiculada no jornal O Globo desta quinta-feira (10).

"A influência dele (Cunha) na comissão vem desde lá de trás. Mas, se ele continuar destituindo relator, trocando líder, manobrando com minorias, vão acabar decretando a prisão dele", afirmou Renan, na noite desta quarta (9), numa conversa ao telefone.

Falando alto

O Globo afirma que presenciou a conversa de Renan e que a frase foi ouvida por volta das 22h, quando o presidente do Senado chegava, falando alto ao celular, a um jantar na casa do líder do PMDB no Senado, Eunício de Oliveira.

De acordo com o jornal, os integrantes do grupo que acompanhava o presidente do Senado entraram na casa, mas Renan voltou para a escada do lado de fora, no jardim, e continuou o telefonema, falando alto.

Mais sobre crise na base

Mais sobre Legislativo em crise

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!