Ex-deputados e ex-diretor do Rural se entregam à PF

Condenados no julgamento do mensalão, Valdemar Costa Neto, Pedro Corrêa, Bispo Rodrigues e Vinicius Samarane se apresentam à Polícia Federal para começar a cumprir pena

Os quatro condenados na Ação Penal 470, o processo do mensalão, que tiveram hoje (5) a prisão decretada pelo presidente do Supremo, Joaquim Barbosa, apresentaram-se à Polícia Federal (PF), em Brasília. Ao todo, 15 réus condenados no processo cumprem pena. No dia 15 de novembro, Barbosa determinou a prisão de mais 12 condenados, mas um está foragido.

O primeiro condenado a se entregar na Superintendência da Polícia Federal foi o ex-deputado federal Pedro Corrêa (PP-PE), condenado sete anos e dois meses de prisão, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Em seguida, Vinícius Samarane, ex-diretor do Banco Rural, condenado a oito anos e nove meses de prisão por lavagem de dinheiro e gestão fraudulenta, que se apresentou na sede da PF, mas foi transferido para superintendência.

O deputado federal Valdemar Costa Neto (PR-SP), condenado a sete anos e dez meses, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro e que renunciou ao mandato hoje, e Bispo Rodrigues, ex-deputado federal do PL (atual PR), condenado a seis anos e três meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, se entregaram na Penitenciária da Papuda, no Distrito Federal.

Outros textos sobre o mensalão

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!