Tucano também retira nome da CPI dos Transportes

Com o pedido de Ataídes Oliveira (PSDB-TO), requerimento da comissão parlamentar tem 25 assinaturas, duas a menos do necessário para sua criação

O senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO) retirou nesta quarta-feira (3) sua assinatura da lista de parlamentares do requerimento de criação da CPI proposta pela oposição para investigar denúncias de irregularidades no Ministério dos Transportes. Com a desistência do tucano, são 25 apoiadores da comissão, dois a menos que o necessário para ela ser criada.

Agora, a oposição tem até meia-noite de hoje para conseguir pelo menos duas novas assinaturas. Caso não consiga, o requerimento será derrubado. Ontem, o senador João Durval (PDT-BA) pediu a retirada de seu nome do requerimento da CPI, apresentado à Mesa pelo líder do PSDB, Alvaro Dias (PR). O documento contava então com 27 assinaturas, número mínimo necessário de subscrições para que uma CPI possa ser instalada.

Oposição consegue assinaturas para CPI

Alvaro Dias apresentou o requerimento após o discurso do senador Alfredo Nascimento (PR-AM), que se defendeu, da tribuna, de acusações de irregularidades no Ministério dos Transportes. As denúncias motivaram sua demissão do cargo de ministro da pasta, no início de julho. O tucano é suplente de João Ribeiro (PR-TO). Para o líder do PSDB, houve pressão do titular para a retirada de assinatura. "Sob pressão do titular, retirou sua assinatura da CPI", disse Dias.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!