TSE registra 69 prisões e 266 urnas quebradas

Boletim divulgado pela corte eleitoral coloca o Rio de Janeiro com o maior número de ocorrências. Bocas de urna são a maior causa de detenções

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou, em boletim divulgado às 16h, o total de 69 prisões relacionadas ao segundo turno das eleições municipais. Boa parte delas foram registradas no Rio de Janeiro, estado que tem sete cidades com um novo pleito. São Paulo, o maior colégio eleitoral do país, teve apenas uma prisão. De acordo com o TSE, também foram registradas as trocas de 266 urnas em todo o país.

Leia tudo sobre as eleições de 2012
Veja as últimas pesquisas em 34 cidades do país

De acordo com o balanço do TSE, feito com base nas informações prestadas pelos tribunais regionais eleitorais (TREs), foram 52 ocorrências com prisão no Rio de Janeiro. A grande maioria - 47 - relacionadas a boca de urna. Três resultaram de transporte ilegal e duas de outros motivos. Depois do Rio, quem teve mais ocorrências foi o Ceará. Dos sete casos divulgados, seis são de boca de urna e um de divulgação de propaganda.

No total, foram registradas 296 ocorrências em todo o país. Destas, 227 não resultaram em prisões. Assim como nos casos em que ocorreram prisões, o maior número também veio de boca de urna, que é a divulgação de propaganda política no dia da eleição. No Rio de Janeiro, houve 35 casos.

TSE registra 120 autuações por crime eleitoral

Urnas

Também às 16h, o TSE divulgou boletim revelando a troca de 266 urnas em todo o país. Isso equivale a 0,31% do total colocado à disposição nas 50 cidades que estão com um segundo turno. Até agora, nenhuma delas foi trocada pelo voto manual. A cidade com o maior número de urnas trocadas foi São Paulo, com 36. Santo André (SP) e Florianópolis (SC) tiveram a mesma quantidade: 16. Depois, vieram Duque de Caxias (13), no Rio de Janeiro, Joinville (SC) e Fortaleza (CE )com 12.
Com falhas técnicas, 128 urnas são substituídas

Leia também:

Segundo turno chega sem barrados pela ficha limpa
Quase 90 cidades poderão ter novas eleições
O mapa do poder após as eleições em primeiro turno

Saiba mais sobre o Congresso em Foco

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!