TSE: 147 pessoas foram presas em todo o Brasil

Outras 395 ocorrências foram registradas, mas não acabaram em prisão

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou há pouco, em seu quarto boletim neste segundo turno, que 147 pessoas foram presas em razão de algum tipo de infração eleitoral. Outras 395 ocorrências foram registradas, mas não acabaram em prisão. Diferentemente do primeiro turno, nenhum candidato foi preso até o momento. Obviamente devido à grande redução de nomes em disputa em relação ao primeiro turno, com a votação também para deputado e senador: estão no páreo, além da corrida presidencial, 26 postulantes a 13 governos estaduais, além do Distrito Federal.

Divulgação de propaganda, com 197 registros (das quais 26 resultaram em prisão), e boca de urna, com 158 (65 com prisão), foram as principais violações das regras eleitorais.

Das 428.894 urnas eletrônicas, 2.231 precisaram ser substituídas (0,51%). Foram postas 61.438 urnas de apoio pela Justiça Eleitoral. Ainda segundo o TSE, 142.822.046 eleitores brasileiros estão aptos a votar hoje (domingo, 26).

Mais sobre as eleições

Assine a Revista Congresso em Foco

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!