Três candidatos à presidência se inscrevem na Câmara

Henrique Eduardo Alves, considerado favorito pelos colegas, Rose de Freitas e Júlio Delgado já protocolaram suas candidaturas na Secretaria Geral da Mesa. Outros dois nomes podem surgir até amanhã

Três candidatos à presidência da Câmara protocolaram suas inscrições na Secretaria Geral da Mesa para a disputa marcada para segunda-feira (4). O líder do PMDB, Henrique Eduardo Alves (RN), considerado favorito pelos colegas, Júlio Delgado (PSB-MG) e Rose de Freitas (PMDB-ES) se registraram ontem (1º). Entre os anunciados, falta a inscrição de Chico Alencar (Psol-RJ), que deve ocorrer até amanhã.

Editorial: o Congresso se rende ao chiqueiro da política

 

Leia tudo sobre a eleição da mesa

Rose de Freitas foi a primeira a se inscrever, por volta das 17h de ontem. Logo depois, Júlio Delgado confirmou sua candidatura na Secretaria Geral da Mesa. Os dois chegaram a posar para fotos juntos. Depois, por volta das 19h30, uma assessora de Henrique Alves se encarregou de apresentar a inscrição do peemedebista no órgão. O prazo termina às 22h de amanhã (3).

A eleição para a presidência da Câmara ainda pode trazer um quinto candidato. Insatisfeito por não fazer parte da Mesa Diretora pela primeira vez em 14 anos, Inocêncio Oliveira (PR-PE) ameaça sair como candidato avulso. Ele perdeu a indicação do partido para a terceira secretaria, cargo que ocupa no momento, para Maurício Quintella Lessa (PR-AL). Mesmo se fosse escolhido pela bancada, não poderia concorrer à reeleição para o mesmo cargo dentro da legislatura.

Corregedoria

Ontem, os partidos decidiram a distribuição de cargos de acordo com a proporcionalidade. Entre as novidades, está a retirada da Corregedoria da segunda vice-presidência. Ela agora vai ficar vinculada a terceira secretaria por uma decisão do presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS). Ele atendeu a um pedido do PSD, partido que ficará com a segunda vice. A terceira secretaria tem como funções cuidar dos passaportes dos deputados e das licenças médicas.

Deputados decidem divisão de espaços na Mesa

O nome indicado pelo partido é Fábio Faria (PSD-RN), deputado acusado de usar irregularidade a verba indenizatória no caso conhecido como “a farra das passagens“. As reportagens do Congresso em Foco mostraram que ministros, senadores e deputados – incluindo o presidente da Câmara, o hoje vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB) – usavam suas cotas de passagens aéreas para viagens pessoais e de passeio, pagando as despesas de parentes e até de artistas.

Leia tudo sobre a farra das passagens

a farra das passagensCâmaraEleição da Mesafarra das passagensHenrique Eduardo AlvesJúlio DelgadopicturesRose de Freitas