Toffoli libera deputado preso na operação Ararath

PF apura crimes contra o sistema financeiro nacional e lavagem de dinheiro em esquema envolvendo factorings

O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou hoje (23) a soltura do deputado estadual José Riva (PSD-MT), preso na quinta etapa da operação "Ararath", da Polícia Federal. Riva foi preso na última terça-feira (20) em Cuiabá e transferido para o presídio da Papuda, no Distrito Federal.

A Polícia Federal (PF) apura crimes contra o sistema financeiro nacional e lavagem de dinheiro em esquema envolvendo factorings. Por conta da figura do senador Blairo Maggi (PR-MT) nas investigações, o inquérito está no STF, já que, na condição de parlamentar, ele desfruta de foro privilegiado na corte.

O deputado estadual José Riva (PSD-MT) está afastado do comando da Assembleia Legislativa por decisão judicial. Ele é alvo  de mais de cem processos por suposto esquema de desvios e apropriação de dinheiro da casa legislativa que veio à tona a partir de outra operação da PF, a "Arca de Noé", realizada em 2002 contra os negócios de João Arcanjo Ribeiro, considerado ex-chefe do crime organizado em Mato Grosso.

Na operação "Ararath", a defesa alegou que, como parlamentar, Riva só poderia ter sido preso após autorização da Assembleia. A prisão foi solicitada pela Procuradoria-Geral da República.

 

Mais sobre Operação Ararath

Nosso jornalismo precisa da sua assinatura

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!