Temer viaja para Assembleia da ONU; Toffoli assume a presidência pela 1ª vez

O presidente Michel Temer viaja hoje (23) para participar da cerimônia de abertura da 73ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) em Nova York. O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, que tomou posse no dia 13, irá ocupar o Palácio do Planalto durante a ausência do presidente.

Como Temer não tem vice, o próximo na linha sucessória na ausência do presidente é o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e depois o presidente do Senado, Eunício Oliveira. Mas, pela legislação, candidatos não podem ocupar cargo no Executivo seis meses antes da eleição. Maia e Eunício concorrem à releição e, por isso, não podem ocupar a cadeira. Os presidentes da Casa foram obrigados a viajar ao exterior toda vez que Temer se ausentou do país nos últimos meses.

A Assembleia da ONU acontece na terça-feira (25) e está previsto um discurso do presidente Temer na abertura. Por tradição, o Brasil sempre é o primeiro país a discursar.

Negociações

Temer deve se reunir com o secretário-geral da ONU, António Guterres. Também terá dois compromissos, primeiro uma reunião bilateral com o presidente da Colômbia, Iván Duque Márquez. Em seguida, participará de uma reunião com presidentes do Mercosul, bloco que reúne Brasil, Argentina, Uruguai e Argentina.

Mercosul e União Europeia buscam negociar acordos comerciais há mais de 18 anos. Em Nova York, líderes dos dois blocos devem voltar a se reunir para debater as questões. Ainda estão pendentes questões controversas no setor automotivo, na área de propriedade intelectual, em especial sobre regras de patentes de medicamentos, indicações geográficas e serviços marítimos.

Também há indefinições em torno das regulações sobre as exportações de açúcar e carne, sobretudo depois da Operação Carne Fraca, também estão entre os temas “delicados”.

* Com informações da Agência Brasil

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!