Temer, sobre encurtar recesso: “Tem gente falando demais”

Vice-presidente diz que articulação foi feita sem o seu consenso. Para peemedebistas, é importante trabalhar para que possível governo Temer tenha tempo de estabilizar a economia ainda este ano

Parece que a articulação por parte de alguns peemedebistas para encurtar o recesso parlamentar previsto para julho deste ano não agradou o vice-presidente Michel Temer, que diz não ter dado aval aos congressistas para tratarem do assunto: "Ninguém falou desse assunto comigo. O Henrique Meirelles me disse ontem que tem gente falando demais, e ele tem razão", reclamou com um interlocutor próximo.

A irritação de Temer foi noticiada pela Folha no início da tarde deste sábado (30). A publicação diz que o vice-presidente não gostou das atitudes tomadas sem o seu "consenso" e criticou o fato de exporem a ideia como medida para acelerar o processo de julgamento do impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Entretanto, membros do PMDB acreditam que a celeridade do processo pode ajudar o possível governo Temer. A ideia é estabilizar a economia ainda este ano e, para isso, precisam de tempo para aprovar as propostas do pacote de medidas econômicas que o vice-presidente tem intenção de enviar ao Congresso.

Mais sobre Michel Temer

Mais sobre impeachment

Leia a íntegra da matéria divulgada pela Folha.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!