Temer diz que denúncia não terá impacto eleitoral

Vice disse que denúncias na véspera da eleição é tema recorrente e bastante explorado nas campanhas

Faltando apenas 72 horas para que os brasileiros comecem a votar, o vice presidente da República e candidato à reeleição , Michel Temer, minimizou as denúncias trazidas pela Revista Veja em sua edição deste final de semana.

Para Temer, a denúncia de que o ex-presidente Lula e a presidente Dilma sabiam do esquema de desvio de verbas na Petrobras não terá impacto político-eleitoral. "Passei os olhos agora de manhã quando eu estava saindo. Está sendo apurado. Evidentemente que, quando sai uma coisa um dia antes da eleição, chama um pouco a atenção. Por que saiu um dia antes da eleição? É uma indagação que temos que fazer", questionou o vice-presidente de acordo com informações de O Estado de S. Paulo.

O vice presidente participou de uma caminha na cidade de Barueri (SP) onde afirmou que esse tipo de denúncia é um tema recorrente e já explorado na campanha. "Eu não acredito em impacto na votação porque já se consolidou essa diferença de 6% a 8%. Não acredito que isso mude, é um tema recorrente", afirmou.

Veja a íntegra do texto no site do jornal

Mais sobre eleições 2014

Assine a Revista Congresso em Foco

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!