Cunha deve rejeitar pedido de impeachment assinado por Hélio Bicudo, diz jornal

Técnicos da Câmara recomendam ao presidente da Casa que arquive petição de ex-petista por falta de provas, informa a Folha de S.Paulo. Oposição, no entanto, já prepara recurso em plenário para reverter eventual rejeição

O pedido de impeachment assinado pelos advogados Hélio Bicudo, Miguel Reale Junior e Janaína Paschoal, principal aposta da oposição para afastar a presidente Dilma Rousseff, deverá ser arquivado por falta de provas. Esta é a recomendação da área técnica da Câmara, informa a Folha de S.Paulo. Segundo o jornal, o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que faz oposição declarada ao governo, deve seguir a orientação da assessoria até a próxima semana.

O provável arquivamento não significa uma reaproximação de Cunha com o Palácio do Planalto, observa a Folha. A oposição aguarda decisão do peemedebista sobre o pedido encabeçado pelo ex-deputado Hélio Bicudo (que foi filiado ao PT por mais de 20 anos) para apresentar um recurso em plenário. Nesse caso, o arquivamento poderia ser revertido com o apoio da maioria dos parlamentares presentes à votação.

Nesse caso, o presidente da Câmara não assumiria sozinho o desgaste de avalizar a análise do pedido de abertura de processo contra a presidente.

Desde a semana passada, Cunha já rejeitou três pedidos de impeachment. Segundo a Secretaria-Geral da Mesa, há outras oito solicitações para o presidente despachar. Ontem ele arquivou mais um, por não cumprir os requisitos exigidos em lei.

Leia mais na Folha de S.Paulo

Mais sobre impeachment

Mais sobre Hélio Bicudo

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!