Sucessão na Câmara: PCdoB lança candidatura, mas prefere nome do DEM

Deputado Orlando Silva lança candidatura no primeiro turno, mas seu partido promete votar em Rodrigo Maia no segundo turno

O Partido Comunista do Brasil (PCdoB) lançou o nome do deputado Orlando Silva (RJ) à presidência da Câmara para o mandato tampão de seis meses, em substituição a Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que renunciou na última quinta-feira (7). Mas boa parte dos parlamentares da legenda defende o apoio a Rodrigo Maia (DEM-RJ), crítico ferrenho das gestões petistas e um dos articuladores do impeachment da presidente Dilma Rousseff. O deputado fluminense contabiliza pelo menos oito dos 10 votos dos comunistas à sua candidatura.

Há uma semana, o deputado Daniel Almeida (PCdoB-BA) deu entrevista ao site oficial da legenda defendendo o apoio à candidatura do DEM. Na ocasião, além de Maia, o Democratas também estudava o lançamento da candidatura de José Carlos Aleluia (BA), que terminou desistindo do pleito.

Os deputados do PCdoB encontraram uma alternativa para evitar o apoio ostensivo ao DEM. Lançou Orlando Silva para a disputa no primeiro turno, mas, no segundo, a bancada vai carrear votos ao deputado fluminense.

O PCdoB tem uma gratidão antiga com Maia. Foi o deputado do DEM que, em 2005, ajudou nas articulações para eleger o ex-deputado Aldo Rebelo (SP) presidente da Casa.

Mais sobre eleição da Mesa

Mais sobre Legislativo em crise

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!