Sucessão na Câmara: Gilberto Nascimento aposta na capacidade de articulação

Deputado do PSC se apresenta como capaz de negociar uma agenda de votações de projetos de maior urgência para o país, mas é identificado como aliado de Eduardo Cunha

O deputado Gilberto Nascimento (PSC-SP) mistura duas campanhas. Uma para conseguir a vaga de vice na chapa do colega Celso Russomanno (PRB) à prefeitura de São Paulo. Outra, de alguns dias, para presidir a Câmara no mandato tampão. É mais um candidato identificado como do centrão, grupo articulado pelo ex-presidente da Casa Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Nascimento sabe que tem pouquíssimas chances na disputa interna, apesar do apoio da bancada evangélica, grupo em que Cunha também é líder.

Gilberto Nascimento vai utilizar o conhecimento que tem internamente como “reforço” político em seu nome para qualquer jogo eleitoral. “Posso ser aquela pessoa para fazer a travessia e reduzir a conturbação política”, diz. Há dezenas de outros candidatos ao posto de Cunha.

Mais sobre legislativo em crise

Continuar lendo