Sucessão na Câmara: Erundina propõe pauta de reformas

Ex-prefeita de São Paulo e ex-ministra do governo Itamar, a deputada do Psol propõe que a Câmara discuta temas como reforma política, tributária e urbana

A deputada Luiza Erundina (Psol-SP) também se lançou na corrida pela presidência da Câmara em mandato tampão com a proposta de definir uma pauta com as reformas política, tributária e urbana. Uma das mais antigas deputadas, ela foi prefeita de São Paulo (1989-1992) pelo PT. Depois, se licenciou do partido para ser ministra do governo Itamar Franco e tem uma forte militância nos chamados movimento sociais. Erundina também articula um novo partido, o Raiz, ainda sem registro definitivo.

A parlamentar faz parte de um partido com apenas cinco deputados e tem poucas chances de conseguir mais votos além do espectro político que atua. A escolha da deputada como candidata foi definida pela pequena bancada do Psol, com o aval da direção nacional de legenda. A proposta de pauta de Erundina para a Câmara é pesada: inclui a reforma tributária e a reforma política. “Essa casa tem sido desqualificada diante da sociedade e precisamos resgatar sua dignidade”, diz Erundina. Ela e Cristiane Brasil (PTB-RJ) são as únicas mulheres candidatas ao cargo.

Mais sobre eleições da Mesa

Mais sobre legislativo em crise

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!