STF libera sobrinhos do governador do Maranhão

O vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, concedeu ontem (24) à noite habeas corpus aos dois sobrinhos do governador do Maranhão, Jackson Lago (PDT), presos deste a última quinta-feira (17), pela Operação Navalha.

Alexandre Maia Lago e Francisco de Paula Lima Júnior são acusados pela Polícia Federal de receber propina no valor de R$ 240 mil para facilitar negócios da empreiteira Gautama. Suspeita-se também da participação do governador Jackson Lago na máfia das obras públicas, que fraudava licitações e desviava recursos de programas como o Luz para Todos e tentava se infiltrar nas obras do Programa de Aceleração do Crescimento. (PAC). Lago nega. 

Os sobrinhos do governador maranhense se negaram a depor ontem no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e continuavam presos, mas o ministro Gilmar Mendes, ontem mesmo, concedeu o habeas corpus.  (Lucas Ferraz)

operação navalha