STF determina nomeação de aprovados da PM-AL

Selecionados em 2006 tomarão posse por decisão judicial

O governo de Alagoas terá que nomear os aprovados no concurso da Polícia Militar realizado em 2006 mesmo após o fim da validade da seleção. O julgamento do caso ocorreu na última semana e os novos servidores devem reduzir a carência de 8.212 soldados.

 

Segundo o procurador Luciano Chagas, os aprovados na seleção pública deverão ser chamados imediatamente em função do alto déficit de policiais, o que motivou a ação. De acordo com o documento, Alagoas precisa de 10.068 soldados, mas só tem 1.856. Somando todas as patentes de suboficiais, seriam necessários 15.202 militares, mas o estado só conta com 6.766, deixando um gigantesco claro de 8.436 agentes de segurança pública. O número equivale a mais de 55% de déficit humano na corporação.

 

Saiba mais sobre concursos públicos no site SOS Concurseiro

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!