STF autoriza quebra de sigilos bancário e fiscal do senador Edison Lobão

Ex-ministro de Minas e Energia é investigado por suspeita de receber propina na obra da usina de Angra 3

O Supremo Tribunal Federal (STF) autorizou a quebra dos sigilos bancário e fiscal do senador Edison Lobão (PMDB-MA). O ex-ministro de Minas e Energia é investigado por suspeita de receber propina na obra da usina de Angra 3. Também foi autorizada a quebra dos sigilos de André Serwy, apontado como operador do suposto esquema entre o senador e duas empresas.

Em depoimento dado em julho de 2015 sob acordo de delação premiada, o empresário Ricardo Pessôa, dono da UTC Engenharia, falou sobre o pagamento de R$ 1 milhão a Lobão em um esquema envolvendo contratos de Angra 3. O valor teria sido o adiantamento de uma propina de R$ 30 milhões pedida pelo senador, com a justificativa de que seu partido estava com pressa e precisava de “contribuições de campanha”.

A defesa do peemedebista afirmou que as contas do senador estão “naturalmente abertas” – visto que trata-se de um homem público – e negou que ele tenha recebido propina.

Mais sobre Edison Lobão

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!