STF autoriza novos depoimentos de Youssef e de ex-diretor da Petrobras

Procurador-geral da República pediu novos esclarecimentos do doleiro e de Paulo Roberto Costa. Expectativa é que Rodrigo Janot denuncie autoridades com prerrogativa de foro após as novas oitivas

O doleiro Alberto Youssef e o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa vão prestar novos depoimentos sobre o envolvimento de parlamentares e demais autoridades com foro privilegiado na Operação Lava Jato. As medida foi autorizada pelo ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), relator dos processos oriundos da investigação na Corte.

Os novos esclarecimentos foram requeridos pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, chefe da força-tarefa de procuradores que atuam nas investigações sobre desvios de recursos da Petrobras.

Após as oitivas, Janot deve denunciar ao STF as autoridades com prerrogativa de foro, como parlamentares. Segundo o procurador, as denúncias devem ser remetidas até o final deste mês. Os investigados que não se reelegeram serão julgados pelo juiz  Sérgio Moro, da Justiça Federal em Curitiba.

Mais sobre a Operação Lava Jato

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!