Sobra de arrecadação de Delúbio vai cobrir multa de João Paulo

Grupo de petistas diz que excedente obtido por ex-tesoureiro vai bancar a multa de R$ 372 mil cobrada do ex-presidente da Câmara e pede doações a José Dirceu

Em tempo recorde, o deputado João Paulo Cunha (PT-SP) conseguiu arrecadar os R$ 372 mil que terá de pagar de multa pela condenação no processo do mensalão. O valor foi alcançado com o excedente arrecadado pelo ex-tesoureiro petista Delúbio Soares, que levantou mais de R$ 1 milhão em campanha pela internet. O anúncio de que o montante foi alcançado ocorre menos de 24 horas após a Vara de Execuções Penais do Distrito Federal determinar o valor e estabelecer o prazo de dez dias para o pagamento da multa, sob pena de inclusão na lista da Dívida Ativa da União.

Em carta aberta, o Coletivo de Apoio e Solidariedade, que também saldou a dívida do ex-deputado José Genoino (PT-SP), informa que nem precisou por em prática a campanha de arrecadação para João Paulo.

“Isso não é mais necessário porque recebemos os recursos a partir de um repasse do excedente da arrecadação coletiva que foi realizada para pagar a multa imposta ao companheiro Delúbio. Este excedente que recebemos é suficiente para saldar a multa de João Paulo, além de todos os tributos adicionais”, afirmou o grupo.

Na carta, os petistas pedem a quem queria ajudar João Paulo Cunha que deposite o dinheiro em favor do ex-ministro José Dirceu. Ontem aliados de Dirceu lançaram um site de arrecadação, que pretende arrecadar os R$ 971,1 mil que ele terá de pagar de multa. “Contribuir para saldar as multas impostas a Genoino, Delúbio, João Paulo e Zé Dirceu é um ato de solidariedade e também um ato político de crítica e contestação ao julgamento da AP 470, que teve um claro viés político antipetista”, critica o grupo.

Para estimular as contribuições, eles afirmam que todo o processo de doação é acompanhado pelo setor jurídico do PT, “o que garante toda a legalidade, o registro de todas as doações e a transparência nos procedimentos e recursos arrecadados”.

Leia a íntegra da carta divulgada pelo Coletivo de Apoio e Solidariedade:

“Preferimos a dignidade da luta

Estávamos organizados para efetuar uma arrecadação coletiva, com o recebimento de contribuições financeiras, para ajudar a saldar a multa de quase R$ 372 mil imposta a João Paulo. Entretanto, isso não é mais necessário porque recebemos os recursos a partir de um repasse do excedente da arrecadação coletiva que foi realizada para pagar a multa imposta ao companheiro Delúbio. Este excedente que recebemos é suficiente para saldar a multa de João Paulo, além de todos os tributos adicionais.

Queremos agradecer as mais de 3.500 pessoas que ficaram ao lado da verdade e da justiça e fizeram doações para ajudar a pagar a multa imposta aos companheiros Genoino e Delúbio. Foi a partir desta ampla mobilização coletiva que agora está sendo possível saldar também a multa imposta ao companheiro João Paulo.

Gostaríamos de solicitar a todos que se mobilizaram para contribuir com o pagamento da multa imposta a João Paulo, que façam suas doações na arrecadação que está sendo realizada para saldar a multa imposta ao companheiro Zé Dirceu, acessando o site:

http://www.apoioazedirceu.com

Destacamos que todo o processo de arrecadação coletiva e pagamento das multas e outros tributos, que os companheiros petistas foram obrigados a pagar, esta sendo realizado com o acompanhamento do setorial jurídico do PT. O que garante toda a legalidade, o registro de todas as doações e a transparência nos procedimentos e recursos arrecadados.

Contribuir para saldar as multas impostas a Genoino, Delúbio, João Paulo e Zé Dirceu é um ato de solidariedade e também um ato político de crítica e contestação ao julgamento da AP 470, que teve um claro viés político antipetista. É uma maneira de defender a democracia brasileira de um poder judiciário que está muito longe de cumprir, com competência e isenção, suas prerrogativas constitucionais.

Em defesa da verdade e da justiça.

Seguiremos unidos na luta por um país e um mundo melhor e mais justo.

Viva o Brasil, Viva a democracia, Viva o PT.

13 de fevereiro de 2014

Coletivo de apoio e solidariedade a João Paulo Cunha”

Leia mais sobre o mensalão

Nosso jornalismo precisa da sua assinatura

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!