Sirkis pede, e TSE corrige declaração de bens dele

Ele figurava entre os 18 deputados que apareciam sem nenhum bem na página do TSE, conforme revelou o Congresso em Foco em fevereiro

Fred Amorim/Ag. Câmara

A pedido do deputado Alfredo Sirkis (PV-RJ), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) corrigiu as informações sobre a declaração de bens dele, divulgada na página da corte na internet. O tribunal divulgava que ele havia declarado, ao registrar sua candidatura, não possuir qualquer bem em seu nome. Ele figurava entre os 18 deputados que apareciam sem nenhum bem na página do TSE, conforme revelou o Congresso em Foco em fevereiro.

Ao ver a reportagem publicada pelo site, repercutida também por outros veículos, Sirkis divulgou nota em que dizia ter declarado um patrimônio de R$ 166,9 mil e reclamava do erro do TSE. “Nunca alardeei o fato de não ter enriquecido no período dos meus mandatos e missões públicas. Mas também nunca imaginei que um dia ia ter que responder por isso”, escreveu o deputado na época.

Veja a nova declaração de bens de Sirkis

Acompanhamento

A reportagem sobre os parlamentares sem patrimônio fazia parte de um levantamento feito pelo Congresso em Foco sobre os bens declarados pelos congressistas, um mecanismo para que o eleitor possa acompanhar, de alguma maneira, a evolução patrimonial de seus candidatos.

Leia ainda:

Dez mais ricos têm metade do patrimônio no Congresso

Quem são os parlamentares com mais de R$ 1 milhão

PMDB e DEM concentram os mais ricos do Congresso

Tiririca e 17 deputados dizem não ter patrimônio

Veja quanto cada parlamentar tem de patrimônio

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!