Sírio-Libanês anuncia morte de Marisa Letícia, mulher do ex-presidente Lula

Seguindo o protocolo médico, foram feitos dois testes que atestaram a perde definitiva das funções cerebral da ex-primeira dama. Por meio do Facebook, o ex-presidente informou que o corpo de Marisa será velado das 9h às 15h deste sábado, no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC

 

Após 11 dias internada em decorrência de hemorragia cerebral por ruptura de um aneurisma, a ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva, 66 anos, foi declarada morta pelo hospital Sírio-Libanês às 18h57 desta sexta-feira (3). A ex-primeira-dama estava internada desde o dia 24 de janeiro no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

Divulgação Facebook
Os médicos do hospital submeteram Marisa Letícia a dois testes para constatar a morte cerebral. O primeiro ocorreu às 12h05 e o segundo às 18h05. Como determina o protocolo, o último exame foi conduzido por outro médico para comprovar a perde definitiva das funções cerebral da ex-primeira dama.

Por meio das redes sociais, o ex-presidente Lula informou que o velório será neste sábado (4), das 9h às 15h, no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, por ser o local em que Lula e Marisa se conheceram. Em seguida, haverá no Cemitério Jardim da Colina uma cerimônia de cremação reservada à família.

Marisa Letícia chegou ao hospital já em estado crítico e foi submetida a um atendimento de emergência, seguido de cirurgia endovascular (embolização) e oclusão do aneurisma, conforme primeiro boletim divulgado pelo hospital no dia 24 de janeiro.

Na quinta-feira, após o último boletim e a declaração de Lula em sua rede social sobre a autorização da doação dos órgãos da ex-primeira-dama, autoridades divulgaram nota de pesar pelo falecimento de Marisa. A ex-presidente Dilma Rousseff ressaltou a presença de Marisa ao lado do ex-presidente e disse que “ela e o presidente Lula foram vítimas de perseguições e experimentaram na pele grandes injustiças”. Leia a nota na íntegra logo abaixo.

Durante a tarde de quinta, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, acompanhado do ex-ministro José Gregori, fez uma visita de condolências ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ainda no Hospital Sírio-Libanês, que os recebeu com o ex-ministro Celso Amorim, conforme divulgado na rede social do ex-presidente.

Marisa Letícia na vida pública

Discreta, Marisa Letícia conheceu Lula em 1973 no Sindicato dos Metalúrgicos. Casaram sete meses após o primeiro encontro.  Juntos, o casal teve três filhos. No entanto, a família também é composta por Marcos, filho do primeiro marido de Marisa, e por sua enteada Lurian, filha de outro relacionamento de Lula.

Durante os anos no Palácio da Alvorada, Marisa não encabeçou projetos sociais, função comum às primeiras-damas anteriores, e deixava os holofotes para o marido. Porém, durante as corridas presidenciais participava, junto com ele, de comícios, passeatas e outros compromissos de campanha.

Em 2011, incentivou Lula a realizar os exames que descobriram um câncer na laringe. Foi Marisa que cortou os cabelos e a barba do marido, antecipando os efeitos da quimioterapia.

Em 2016, a ex-primeira dama viu seu nome envolvido nas investigações da Operação Lava Jato. Tornou-se ré nas investigações após a Justiça acatar a denúncia do Ministério Público Federal contra ela e Lula no caso do triplex no Guarujá (SP). Mesmo aceitando a denúncia, o juiz Sérgio Moro “lamentou” as acusações envolvendo Marisa Letícia. Segundo o juiz, há dúvidas se a esposa de Lula tinha conhecimento dos supostos crimes envolvendo acertos de propina no esquema da Petrobras.

Com informações da Agência Brasil

Mais sobre Marisa Letícia e o ex-presidente Lula

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!