Silvio Torres também abriu mão do salário da Câmara

Atual secretário da Habitação de São Paulo, deputado licenciado procurou o Congresso em Foco para informar que, a exemplo de Sérgio Zveiter, tem a remuneração paga pelo governo estadual, e não pela Câmara

O deputado licenciado Silvio Torres (PSDB-SP), secretário estadual da Habitação, informou hoje (13) que seu salário é pago pelo governo paulista, e não pelo Congresso. Reportagem publicada pelo Congresso em Foco no dia 27 de março mostrou que 61 deputados e senadores trocaram, em algum momento, o Legislativo federal por cargos no Executivo. A quase totalidade dos parlamentares optou por continuar recebendo da Câmara ou do Senado, que pagam remunerações superiores às dos secretários estaduais e municipais.

A possibilidade de escolha da fonte salarial é garantida pela Constituição. Como Silvio Torres, apenas Sérgio Zveiter (PSD-RJ), secretário estadual do Trabalho, renunciou aos subsídios do Congresso. Inicialmente, a reportagem informava que apenas Zveiter havia aberto mão do benefício, com base em informações confirmadas pela Câmara. A matéria foi atualizada.

Parlamentares licenciados incham folha do Congresso
Veja quem trocou o Legislativo pelo Executivo
Leia outros destaques de hoje do Congresso em Foco

Saiba mais sobre o Congresso em Foco

Continuar lendo