Servidores da Câmara trabalham em ONG de Russomanno

Pelo menos cinco secretários parlamentares trabalham cotidianamente no Instituto Nacional de Defesa do Consumidor, presidido pelo deputado. Russomanno alega que eles exercem atividades de seu escritório político em São Paulo

Líder das pesquisas de intenção de voto para a Prefeitura de São Paulo, o deputado federal Celso Russomanno (PRB) empregou pelo menos cinco pessoas em sua ONG pagas e registradas como funcionárias de seu gabinete parlamentar. Apesar de trabalharem cotidianamente no Inadec (Instituto Nacional de Defesa do Consumidor), recebem salário pela Câmara. As informações são da Folha de S.Paulo.

Nomeados como secretários parlamentares, eles assumiram o cargo no início deste ano, logo após o deputado foi empossado do mandato. Russomanno alega que esses servidores exercem atividades que dizem respeito ao funcionamento de seu escritório político na capital paulista. No entanto, conforme explicita a reportagem, o instituto tem CNPJ e estatuto próprios.

A ONG costuma ser lembrada por Russomanno durante campanha eleitoral. Em 2012, ele distribuía a eleitores cartões do Inadec. E, em seu programa de TV na Rede Record, ele costuma mencionar que é presidente do instituto.

A presidência do instituto também já lhe rendeu indicações de membros para o conselho deliberativo do Procon de São Paulo, órgão de defesa do consumidor ligado ao governo do Estado.

Em seu mandato anterior, em 2010, o deputado tentou destinar R$ 1,1 milhão em emenda parlamentar para sua ONG. Como o episódio repercutiu negativamente, ele recuou.

 

Confira íntegra da reportagem

Mais sobre Russomanno

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!