Senadores vão à PGR pedir demissão de José Saraiva da Comissão de Ética da Presidência da República

"O representando não dispõe de idoneidade moral para exercer a relevante função. Desse modo, requerem promoção por parte do MP das medidas necessárias ao desligamento do Conselheiro José Leite Saraiva Filho da Comissão de Ética Pública da Presidência da República", diz a representação

 

 

Os senadores Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), Lindbergh Farias (PT-RJ) e Humberto Costa (PT-PE) entregaram, na tarde desta quarta-feira (23), uma representação na Procuradoria-Geral da República (PGR) contra José Saraiva, membro da Comissão de Ética da Presidência da República. Os parlamentares solicitam a demissão imediata do conselheiro. Na manhã de hoje (quarta, 23), José Saraiva pediu afastamento das investigações em relação ao ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima.

Reportagem da Folha de S.Paulo mostra que Saraiva advoga para a entidade que representa as construtoras da Bahia, entre elas, a dona do empreendimento La Vue, pivô da saída do ministro da Cultura, Marcelo Calero, e da denúncia contra o articulador político de Temer. De acordo com o Globo, Saraiva tem ligações com o PMDB baiano, de Geddel. Ele foi condecorado com o título de cidadão de Salvador a pedido do então governador Pedro Godinho (PMDB), aliado do ministro. Motivo que embasou a representação enviada à PGR.

Em mensagem dirigida ao presidente da comissão, Mauro Menezes, o conselheiro alegou “suspeição” para justificar seu afastamento. “Suspeição por fatos supervenientes, consistentes nos questionamentos divulgados em veículos de comunicação, a respeito da minha isenção para atuar na questão”, justificou-se.

"Restou evidente o intuito do Conselheiro José Saraiva em omitir a sua suspeição em relação ao procedimento tratado, fato que cristaliza a violação dos seus deveres de Conselheiro, revelando a incompatibilidade do nobre exercício da função perante a Comissão de Ética Pública da Presidência da República", destacam os senadores.

"Diante dos fatos mencionados, os signatários entendem que o representando não dispõe de idoneidade moral para exercer a relevante função de Conselheiro da Comissão de Ética Pública da Presidência da República. Desse modo, requerem a promoção por parte do Ministério Público das medidas necessárias ao desligamento do Conselheiro José Leite Saraiva Filho da Comissão de Ética Pública da Presidência da República", acrescentam os parlamentares.

Mais sobre Geddel Vieira Lima

Mais sobre crise brasileira

Continuar lendo