Senador Pedro Simon decide tentar reeleição

Pedro Simon havia anunciado aposentadoria mas recuou da decisão para substituir Beto Albuquerque, que se tornou candidato a vice em chapa de Marina Silva

O senador Pedro Simon (PMDB) decidiu disputar a reeleição. Aos 84 anos, ele havia anunciado que se aposentadoria após o término do seu mandato atual, em 31 de janeiro de 2015. No entanto, acabou cedendo à vontade do PMDB e dos outros partidos da coligação “O novo caminho para o Rio Grande” (PSB, PSD, PPS, PHS, PT do B, PSL e PSDC) para substituir o deputado federal Beto Albuquerque (PSB).

Na semana passada, Beto Albuquerque renunciou à candidatura ao Senado para se tornar candidato a vice na chapa encabeçada pela presidenciável Marina Silva (PSB-Rede). A decisão de Simon foi confirmada em reunião ontem à noite, com líderes peemedebistas.

No quarto mandato de senador, Pedro Simon tem dito que o povo não deve esperar nada do Congresso. Ele deve reforçar o palanque para Marina Silva no Rio Grande do Sul, mas uma parte dos peemedebistas gaúchos decidiu apoiar o presidenciável tucano Aécio Neves e outra, a presidenta Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT cujo candidato a vice é Michel Temer (PMDB).

Beto Albuquerque tinha 12% das intenções de voto na corrida para o Senado no estado, segundo pesquisa do instituto Datafolha divulgada em meados deste mês. A disputa está polarizada entre o jornalista Lasier Martins (PDT) e o ex-governador Olívio Dutra (PT).

 

Mais sobre Eduardo Campos

Mais sobre eleições 2014

Assine a Revista Congresso em Foco em versão digital ou impressa

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!