Senado vai ouvir teles sobre espionagem americana

Representantes do Facebook, Google e Microsoft participaram de audiência na Comissão de Relações Exteriores e negaram qualquer colaboração com o governo americano para espionar usuários

A Comissão de Relação Exteriores (CRE) do Senado vai ouvir representantes de empresas de telefonia sobre a eventual colaboração com o governo dos Estados Unidos no esquema de espionagem eletrônica criado pelos norte-americanos. O caso foi revelado ao mundo por Edward Snowden, ex-técnico da Agência Nacional de Segurança dos EUA, que conseguiu asilo temporário na Rússia. O colegiado já aprovou requerimento neste sentido, mas ainda não há data definida para a reunião.

Na manhã desta quinta-feira (15), a CRE ouviu representantes de empresas de internet como Facebook, Google e Microsoft, que negaram qualquer colaboração com o governo americano para espionar usuários de seus serviços. “Nenhuma das companhias presentes na audiência permitiria que algo assim acontecesse, e por um motivo muito simples: a base da existência dessas companhias é a confiança que o usuário deposita em seus serviços”, afirmou o representante do Goolge Brasil, Marcel Leonardi, à Agência Senado.

De acordo com o presidente da CRE, senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES), qualquer ato de colaboração das empresas de internet para ajudar a Casa Branca a espionar usuários seria “abusivo, ilegal e ilegítimo”.

Mais sobre espionagem

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!