Senado aprova indicações para APO e Aneel

Autoridade Pública Olímpica será comandada pelo general Fernando Azevedo e Silva. Já a agência responsável por fiscalizar as concessionárias de energia elétrica terá como diretor-geral o engenheiro José Juhrosa Júnior

O plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira (16) a indicação do governo para a Autoridade Pública Olímpica (APO) e a diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Por 46 votos favoráveis contra sete, o plenário decidiu que o novo presidente da APO será o general de divisão do Exército e presidente da Comissão Desportiva Militar do Brasil, Fernando Azevedo e Silva. A diretoria da Aneel ficou com José Juhrosa Júnior. Engenheiro eletricista e servidor da Aneel desde 1998, ele teve seu nome referendado por 53 votos contra 10.

O cargo da Autoridade Pública Olímpica estava vago desde 14 de agosto, quando Márcio Fortes deixou a presidência do órgão organizador dos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro. A APO é um consórcio público dos governos federal, estadual e municipal criado para monitorar investimentos e ações para a competição.

No caso da Aneel, a situação era mais complicada. Desde 13 de março a agência era comandada por Romeu Donizete Rufino de forma interina. Ele substituiu Nelson Hübner, que decidiu não continuar no cargo por motivos pessoais. Na época, cogitou-se que a indicação teria chances de ser rejeitada pelo Senado.

Outros textos sobre os Jogos Olímpicos de 2016

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!