Senado aprova criação de Universidade Federal do Sul da Bahia

Com modelo pedagógico interdisciplinar, universidade beneficiará 11 mil estudantes da região. Instituição começa a funcionar no ano que vem

O Senado aprovou na tarde desta quarta-feira (8) a criação da Universidade Federal do Sul da Bahia. A instituição de ensino, com sede em Itabuna, terá cursos de bacharelado interdisciplinarsede e com câmpus em Porto Seguro e em Teixeira de Freitas. O texto segue para sanção presidencial.

Segundo o projeto, 11 mil pessoas poderão ser atendidas em pequenos municípios. As atividades da universidade deverão começar em 2014 e a previsão é de que esteja completa em 2020.

Para a relatora do texto, senadora Lídice da Mata (PSB-BA), a iniciativa é importante para atender as pessoas em seus próprios municípios em uma região que ainda é muito carente de vagas em cursos de nível superior. A senadora informou que existem cerca de 66 mil estudantes de ensino médio na rede pública da região, mas apenas 1,5 mil vagas em instituições públicas de ensino superior.

Para o senador Walter Pinheiro (PT-BA), que também foi relator da matéria, a iniciativa representa, “além de um instrumento de inclusão social, um fator de desenvolvimento e integração dessa região do sul da Bahia”.

A universidade também terá um modelo pedagógico diferenciado em que os alunos, após passarem no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), os alunos ingressam nos programas de bacharelado interdisciplinar, em que o estudante escolhe uma entre quatro grandes áreas de atuação: Artes; Humanidades; Saúde; Ciência e Tecnologia. Após concluir o bacharelado interdisciplinar, que terá duração de três anos, o aluno poderá fazer uma opção mais específica, escolhendo uma carreira profissional.

O bacharelado interdisciplinar já é adotado em instituições como a Universidade Federal da Bahia e a Universidade Federal do ABC (em São Paulo).

Com informações da Agência Senado

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!