Segurança de Lula entra em confronto com militante

Grupo favorável ao impeachment cercou comitiva do ex-presidente próximo ao hotel Royal Tulip, em Brasília. Polícia Militar precisou intervir e a confusão terminou sem grandes ocorrências

Ao voltar para o hotel Royal Tulip depois de discursar no evento "Movimentos Populares pela Democracia e Contra o Golpe", no ginásio Nilson Nelson, na manhã deste sábado (16), o ex-presidente Lula e sua comitiva foram abordados por manifestantes favoráveis ao impeachment. O carro em que o ex-presidente estava conseguiu passar sem maiores dificuldades pelos militantes, entretanto, um dos seguranças do último carro da equipe saiu do veículo e confrontou os realizadores do ato.

Ao tentar agredir um dos presentes, o segurança errou o golpe, mas empurrou o manifestante contra motos que estavam estacionadas, machucando a costela esquerda do estudante. Apesar das reclamações, o militante não precisou de atendimento especializado.

De acordo com informações da Polícia Militar foi preciso intervir para acalmar os ânimos dos presentes. Depois, a PM orientou os manifestantes a deixarem o local porque três ônibus com integrantes da Central Única dos Trabalhadores (CUT) estariam se aproximando. Os militantes pró-impeachment deixaram as imediações do hotel onde Lula está hospedado em seguida.

Mais sobre impeachment

Mais sobre Brasil nas ruas

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!